Central de Atendimento 24hrs - 0800702-8337

prosat@prosatbr.com.br / (84) 3642-3422 / 3302-6138 / (85) 3253-6560 / 4141-3442

Caos: furto e roubo de cargas aumentam 30% em Goiás em 2016

O roubo e furto de cargas aumentaram quase 30% em Goiás, no ano passado, em comparação com 2015, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP). Segundo a Polícia Civil, a cidade de Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia, é onde se concentra a maior incidência desse tipo de crime.
Conforme os números, em 2015 foram registrados 757 casos de furtos e roubos. Já em 2016, foram 981. Anápolis concentra cerca de 11% dos crimes.
Cidade alvo
O titular da Delegacia Estadual de Repressão a Roubo de Cargas (Decar), Alexandre Bruno Barros, disse ao portal G1 que Anápolis é visada por quadrilhas especializadas nesse tipo de crime devido às características geográficas e econômicas.
“De cada 100 registros, em 70 houve participação do motorista. Eles são aliciados pelos líderes da quadrilha para que levem a carga para um ponto específico e depois registrem o roubo. O valor do frete, às vezes, é de R$ 3 mil, e os criminosos oferecem R$ 10 mil para que eles desviem a mercadoria”, conta o delegado Alexandre Bruno.
Em outros casos, as quadrilhas investigam a vida dos caminhoneiros e os chantageiam, ameaçando sequestrar ou matar algum familiar, como esposa ou filhos. Com medo, os motoristas obedecem às ordens dos criminosos, entregando a mercadoria.
Fonte: portalntc.org.br


Rodapé